Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

MARIA _ SENHORA? PADROEIRA?

Maria, a humilde mãe de Jesus Cristo, nunca desejou tirar o lugar ou igualar-se ao Salvador, o Filho de Deus.

A sua atitude foi de serva humilde, fiel, temente a Deus, ciente da sua missão: a missão de dar à luz a Luz do mundo, o Pão da vida, o Verbo de Deus.

Até nas palavras a mãe de Jesus foi discreta. 0 registo mais extenso de palavras por ela pronunciadas está em Lucas 1:46-55: "O cântico de Maria." Nessa oração, como já vimos atrás, Maria mostra-se extremamente feliz e agradecida a Deus por ter sido agraciada com tão nobre missão: "Pois olhou para a humildade da sua serva. Desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada". Nos versículos 46 e 47, Maria declara que precisa de salvação: "A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador".

Não há nas Escrituras qualquer tipo de adoração/veneração a Maria, ou qualquer ensino que possa sugerir algo parecido. Muitas pessoas interpretam mal o título "Bem-aventurada". Se consultarmos o dicionário, percebemos que bem-aventurada quer dizer uma pessoa feliz, ditosa e bendita. É o estado "daqueles que, por seu relacionamento com Cristo e com a sua Palavra, receberam de Deus o amor, o cuidado, a salvação e sua presença diária.

O anjo Gabriel disse: "Bendita és tu entre as mulheres". A mesma declaração foi feita por Isabel a Maria que acrescentou: "... e bendito o fruto do teu ventre" (Lucas 1:42). A própria Maria afirmou que "desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada" (Lucas 1.48).

No "Sermão da Montanha", Jesus Cristo, chamou de "BEM-AVENTURADOS" aos pobres de espírito, aos que choram, aos mansos, aos que têm fome e sede de justiça, aos misericordiosos, aos puros de coração, aos pacificadores, aos que sofrem perseguição por causa da justiça e aos perseguidos por causa dele (Mateus 5:3-11).

E bem-aventurada é Maria porque foi instrumento usado por Deus para que o Verbo se fizesse carne e habitasse entre nós. Todos os salvos são bem-aventurados, são felizes porque são agraciados com bênçãos de Deus. Não há qualquer possibilidade de, após a nossa morte _ a morte dos bem-aventurados _ chegarmos à condição elevada de Senhor ou Senhora, Pai ou Mãe de todos. A Palavra de Deus diz: "Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR." (Deuteronômio 6:4); Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração;" (Deuteronômio 6:5-6)

Este mandamento foi confirmado por Jesus, Ele disse que não existia outro mandamento maior do que este (Marcos 12:30-31). Se o nosso coração estiver completamente cheio de amor a Deus não sobra espaço para amar outro "Senhor" ou "Senhora". "Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR. Então respondeu o povo, e disse: Nunca nos aconteça que deixemos ao SENHOR para servirmos a outros deuses;" (Josué 24:15-16).

A  Bíblia não ensina nem sugere que Maria possa ser elevada à posição de senhora, padroeira ou protetora, nem ela, nem nenhum dos santos mortos. Nenhum homem ou mulher pode, antes ou depois da morte física, ser Senhor ou Senhora. Está escrito: "Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo ao qual escolheu para sua herança." (Salmos 33:12)

A ICAR instituiu, decretou, promover Maria à posição de "Padroeira", que quer dizer defensora e protetora deste ou daquele País. Como o mundo seria melhor se apenas declarássemos aquilo que a Palavra de Deus nos ensina,  que Deus é o nosso Senhor, o Senhor do nosso País.

"Adorarás o SENHOR teu Deus, e só a ele servirás." (Lucas 4:8). Quando Jesus rejeitou a oferta de Satanás, citou o versículo 13 de Deuteronômio 6.

Jesus foi categórico. Ele disse que toda a adoração deve ser dirigida exclusivamente a Deus. A oferta de Satanás que Jesus rejeitou, A Igreja Católica Romana entregou a Maria pós-morte. Se as nossas orações, rezas, lágrimas, súplicas e louvores forem dirigidos a Maria, estamos em oposição à Palavra do Senhor Jesus!

Isso é desobediência, gera rebeldia que é pecado e, pecado é morte. "Há um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós." (Efésios 4:6)

O Deus da Bíblia é o Deus de Abraão, Isaque e Jacó; o Deus que tirou Seu povo da escravidão do Egito; que abriu o Mar Vermelho para o povo passar; que lhe entregou a Terra prometida; que não está de braços cruzados, impassível, assistindo tranquilamente à rebeldia da humanidade. Ele é por todos.

Como vimos, a eleição pós-morte de Maria, mãe de Jesus, à posição de Senhora ou Padroeira não encontra confirmação nas Escrituras. A nossa adoração não pode dividir-se entre o Senhor Deus e a Senhora Maria. Não podemos seguir dois caminhos ou ter dois senhores.

Devemos aprender com Maria e declararmos que a "nossa alma exalta e engrandece ao Senhor, e que o nosso espirito se alegra porque estamos em comunhão com Jesus nosso Salvador".

 

https://www.facebook.com/notes/maria-helena-costa/maria-_-senhora-padroeira/483468145062324