Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

OS APÓCRIFOS E ALGUNS DOS SEUS FALSOS ENSINOS

Eis alguns ensinos dos apócrifos anexados à Bíblia Católica no concílio de Trento em 15-04-1546:

 

1. Ensino da Arte Mágica – Tobias 6:5-8.

Refutação bíblica: Marcos 16:17; Atos 16:18

2. Dar Esmolas Purifica do Pecado – Tobias 12: 8 e 9; Eclesiático 3:33.

Refutação bíblica: 1 Pedro 1:18 e 19; Judas 24

3. Pecados Perdoados pela Oração – Eclesiástico 3:4.

Refutação bíblica: Prov. 28:1; 1 João 1:9; 2: 1e2.

4. Orações pelos Mortos – 2 Macabeus 12: 42-46.

Refutação bíblica: Atos 2:34; Isaías 38:18; Lucas 16:26; Isaías 8:20.

5. Ensino do Purgatório – Sabedoria 3:1-4 (imortalidade da alma).

Refutação bíblica: 1 João 1:7

6. O Anjo Relata uma Falsidade – Tobias 5: 1-19.

Refutação bíblica: Lucas 1:19

7. Uma Mulher Jejuando toda Sua Vida – Judith 8: 5 e 6.

Esta é uma história parecida com outras lendas católicas com respeito a seus santos canonizados. Uma mulher dificilmente jejuaria por toda sua vida. Jesus, mesmo sendo divino-humano, jejuou 40 dias, não toda a sua vida.

8. Simeão e Levi mataram os habitantes de Siqueia por ordem de Deus – Judite 9:2

Refutação bíblica: Deus não tinha nada a ver com isto: Gênesis 34:30; 49: 5-7; Romanos 12: 19, 17

9. A Imaculada Conceição – Sabedoria 8:19 e 20.

Este texto é usado pelos católicos para sustentar a doutrina de que Maria nascera sem pecados.

Refutação bíblica: Lucas 1: 30-35; Salmo 51:5; Romanos 3:23.

10. Ensinos da Crueldade e do Egoísmo – Eclesiástico 12:6.

Refutação bíblica: Provérbios 25:21,22; Romanos 12:20; João 6:5; Marcos 6:44-48. Há muitos outros ensinamentos errados, mas, creio que estes são suficientes para aceitarmos que tais livros devem realmente ficar fora da lista dos livros divinamente inspirados.