Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

O culto aos santos é Idolatria? - 2ª parte

O autor que escreveu o texto que tenho vindo a esclarecer à luz da Bíblia, prossegue na sua tentativa de chamar outra coisa qualquer à idolatria:

 

"Em primeiro lugar, se formos analisar a tradução grega da Bíblia, veremos que o termo que foi traduzido como escultura na verdade éeidolon”, que significa ídolo. E como já abrimos este post explicando, um ídolo é tudo aquilo que colocamos no lugar que é exclusivo de Deus. O que por si só já configura um pecado contra o primeiro mandamento que é “Amai a Deus sobre todas as coisas”." 

Logo, qualquer coisa pode ser um ídolo: dinheiro, trabalho, mulheres, etc. Podemos então deduzir que Deus não estava falando de qualquer tipo de escultura, mas apenas das que representassem ídolos, ou seja, falsos deuses. Se formos analisar o texto de êxodo 34, Deus, ao pedir que Moisés reescreva os dez mandamentos para substituir a antiga tábua que havia sido quebrada, é muito mais específico ao falar dessas imagens. Segue o texto: “Não adorarás nenhum outro deus, porque o Senhor, que se chama o zeloso, é um Deus zeloso” (Êxodo 34:14), “Não farás deuses de metal fundido” (Êxodo 34:17)

Deus poderia ser mais claro do que isso? Aí nós perguntamos: por que esse texto da bíblia também não é levado em consideração quando alguém decide acusar os católicos de idolatria?

Lembrem-se também que durante décadas os israelitas foram escravos dos egípcios, sendo dessa forma expostos a uma cultura idólatra e politeísta. O objetivo de Deus era impedir que essa prática se propagasse."

 

Resposta: Mais uma vez, o autor pretende que o significado da palavra ídolo seja outro e não aquele que o próprio Deus lhe atribui na Sua Palavra. O 1º mandamento que a ICAR ensina é: “Amai a Deus sobre todas as coisas”, mas, na verdade, o que está escrito é: "Não terás nenhum outro deus além de mim." (Dt 5:7); "Não haverá para ti outros deuses na minha presença." (Êx 20:3). Deus não disse apenas para não termos outro deus que O substituísse, Ele disse para não termos outros deuses além d'Ele. Deus é muito mais claro acerca do que é a idolatria do que o autor deste texto deixa perceber. Deus é claríssimo! A pergunta é: - Porque é que o autor destas explicações passa ao lado do segundo mandamento? O facto que a ICAR o ter excluído, não o retirou da Bíblia. É o 2º mandamento que deita por terra toda a explicação esdrúxula do católico romano que pretende deturpar o significado da palavra idolatria ignorando que o AT foi escrito em hebraico, e nele, a palavra "idolatria" está devidamente explicada no 2º mandamento: "Não farás para ti imagem esculpida nem representação alguma do que está em cima, nos céus, do que está em baixo, na terra, e do que está debaixo da terra, nas águas. Não te prostrarás diante dessas coisas e não as servirás, [...] " (Êxodo 20:3-5). Explicando melhor: 

- Não faças imagens de nada que esteja "em cima, nos céus, do que está em baixo, na terra, e do que está debaixo da terra, nas águas." e não te prostres diante delas e não as sirvas. Ponto. Se desobedeceres e o fizeres, estás a praticar idolatria. E sim, é verdade, toda o qualquer coisa que ocupe no teu coração o lugar que Deus deve ocupar, é idolatria. Jesus foi muito claro: "Amarás ao Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente. Este é o maior e o primeiro mandamento." (Mateus 22:37-38). TODO é TODO, não há espaço para outros ídolos. Já nos basta a luta diária para não transformarmos em ídolos as pessoas que amamos e as coisas que desejamos. 

Portanto, à luz do ensino das Escrituras: SIM! Os amados amigos católicos romanos praticam idolatria seja qual for o nome que lhe queiram dar.

No Salmo 115:4-8, lemos: "Os ídolos dos pagãos são ouro e prata,

obra das mãos dos homens:

5têm boca, mas não falam;

têm olhos, mas não vêem;

6têm ouvidos, mas não ouvem,

e nariz, mas não cheiram;

7têm mãos, mas não apalpam,

e pés, mas não andam,
nem da sua garganta emitem qualquer som.

8Sejam como eles os que os fabricam

e todos os que neles confiam."

Amado leitor católico romano, a escolha é sua! Obedecer a Deus ou deixar-se enganar por homens que ignoram o 2º mandamento ostensivamente.

17905111_vH359.png

 

 

 

 

 

 

3 comentários

Comentar post