Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

FRAUDE E HISTÓRIA FORJADA _ O DOGMA DESCONHECIDO

 

 

A fé cega exigida pelos pronunciamentos do papa e do clero parecem fazer sentido, pois a Igreja Romana é a maior e mais antiga.

Certamente esses bilhões de seguidores não poderiam ter sido enganados por mais de 1500 anos! Assim a fé é mantida pela suposta segurança de que a Igreja Católica Romana é a única igreja verdadeira, a única que pode ser rastreada até aos apóstolos originais, e cuja autoridade papal vem directamente de Cristo (através de Pedro), numa longa e ininterrupta linha de sucessão apostólica.

Como prova, a Igreja fornece uma lista completa dos seus papas (até agora foram 266) com ascendência desde Pedro. Poucos católicos sabem que os papas lutavam entre si, excomungavam-se mutuamente e, por vezes até se matavam uns aos outros. É difícil achar algum papa que, depois do século V, tenha exibido as virtudes cristãs básicas. As suas vidas, conforme registado na Catholic Encyclopedia, são comparáveis às novelas de TV em matéria de luxúria, loucura, ostentação e assassinatos. Contudo, todos esses mestres do crime, envenenadores, adúlteros e genocidas são considerados infalíveis quando falam ex catedra _ ou seja, fazem pronunciamentos dogmáticos sobre fé e moral a toda a Igreja.

Os apologistas católicos argumentam que existe uma diferença entre impecabilidade de carácter e conduta, que os papas certamente não tinham, e infalibilidade em matéria de fé e moral, o que todo o católico deve crer (cegamente) que eles possuem. ((Karl Keating, Catholicism and Fundamentalism: The Attack on "Romanism" by "Bible Christians" (Ignatius Press, 1988), pp. 215-218.)

É tolice acreditar que um homem que nega a fé e vive uma vida imoral, é infalível quando fala de fé e moral!

Os católicos que conhecem os factos, admitem prontamente que muitos papas foram terríveis. Mas argumentam que isso prova simplesmente que eles eram humanos e permite que, se temos consciência do que aconteceu, discordemos deles. Para os católicos faz sentido que, apesar da inegável maldade do seu clero, a Igreja Católica Romana seja a única esperança da humanidade.

Afinal de contas, ela foi fundada pelo próprio Cristo, que fez de Pedro o primeiro papa. Isto está, supostamente, comprovado nas Escrituras: "Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igrea" (Mateus 16:18).

Examinaremos detalhadamente esse versículo mais tarde!

 

Próxima nota: O Dogma Desconhecido

Dave Hunt - A Mulher Montada na Besta Vol I