Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

Dia 13 de Outubro

Hoje [no caso, ontem], celebra-se o dia da grande mentira!

A Igreja Católica Romana, ao longo dos séculos, inventou dogmas e criou uma deusa-mãe que, segundo a religião estatal apareceu em Fátima e em milhares de outros lugares... Uma deusa que pediu adoração ao seu "imaculado" coração, e que ocupa no coração dos católicos marianos o lugar que só Deus devia ocupar. Essa deusa não tem qualquer semelhança com Maria, a mãe de Jesus.

 

Maria de Nazaré, não foi um ser angelical, mas sim uma mulher fiel e temente a Deus, que Ele, na Sua imensa graça e misericórdia, agraciou e escolheu para ser a mãe do Salvador - para trazer a este mundo o Homem-Deus, Jesus Cristo (100% Homem e 100% Deus), que a criou a ela, Maria, e que criou TUDO o que existe.

Imitar o exemplo de Maria que era humilde, temente e fiel a Deus, que Lhe obedeceu sem sequer questionar, é o que cada mulher cristã devia fazer. Prestar homenagem a pessoas que já morreram não é mau, mau é erguer-lhes altares e santuários, oferecer-lhes sacrifícios, recorrer a elas como mediadoras ou intercessoras, invocá-las e elevar-lhes preces quando Deus proíbe claramente que invoquemos os mortos e os busquemos. Adorar ou venerar as imagens que as representam, ou as suas pessoas, é adorar falsos deuses - a criatura em lugar do Criador - é desobedecer ao segundo mandamento: «Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso [...]» (Êxodo 20:4,5).

 

Mas atenção, a verdadeira cegueira espiritual está em seguir não só a multidão de santos, santas e senhoras do catolicismo romano, mas também Allan Kardec, Joseph Smith, Charles Taze Russel, o Papa, Edir Macedo, Valdomiro Santiago, apóstolo beltrano ou cicrano, e todos os homens que usam o nome de Deus em benefício próprio e criam e promovem doutrinas contrárias à Palavra de Deus que lhes enchem os cofres e que afastam os seus seguidores do único caminho que conduz ao Pai - Jesus Cristo, Ele só!

 

Foi Jesus, o Filho de Maria, que ordenou: «Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de TODO o teu coração, e de TODA a tua alma, e de TODO o teu entendimento, e de TODAS as tuas forças; este é o primeiro mandamento.» (Marcos 12:30).

Jesus disse que o 1º mandamento é amar a Deus com TODO o nosso ser. Não sobra espaço para amar mais nenhum deus, ou deusa. Fuja da idolatria.

 

Maria Helena Costa

Isaías 45,20.jpg

 

1 comentário

Comentar post