Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

NASCIDOS CATÓLICOS

Amordaçados, sem liberdade de escolha, nascem assim, crescem assim e rumam ao inferno pensando que o purgatório existe. Enganados, seguem crendo em homens, na contramão daquela que dizem ser A Palavra de Deus.

APARIÇÕES _ Imaculada Conceição? Assunção? Fátima? Lourdes?

Vivemos dias tenebrosos no nosso país... Dias em que a idolatria arrasta milhões e a cegueira espiritual é a face visível de mentiras de homens que, infelizmente para muitos, se tornaram em verdades divinas.

 

Em Fátima, como em Lourdes e noutros lugares por esse mundo fora, consta-se que apareceu algo que a ICAR convencionou ser a mãe de Jesus, que, segundo a Palavra do próprio Jesus [Deus] não pode aparecer a ninguém porque, tal como todos os seres humanos, morreu e aguarda a ressurreição dos mortos num lugar do qual é impossível passar para cá (Lucas 16:19-31).

 

No livro "Os Papas", ficamos a saber como é que estas coisas se provocam e quem é que as provoca. Na página 485, podemos ler:

A História conta-nos que Pio IX, no ano de 1854, proclamou a doutrina da Imaculada Conceição (cerca de mil e oitocentos anos após a morte de Maria) , segundo a qual a Virgem Maria (e não Jesus Cristo, como julgam muitas pessoas) foi concebida sem pecado original. A forma como fez essa proclamação foi significativa, se não mais ainda do que a própria doutrina. Embora Pio tenha consultado vários bispos previamente, ousou _ como nenhum papa antes dele _ avançar com esse dogma pela sua própria autoridade. Ao fazê-lo, deu um enorme impulso ao florescente culto a Maria, que vinha ganhando força nesse século."

 

Agora, leiam com muita atenção:

 

"Só 4 anos depois é que a invenção de Pio recebeu o selo da "divina" aprovação: em Lourdes, a Virgem apareceu à jovem Bernardette Soubirous e apresentou-se, dizendo: «sou a Imaculada Conceição»."

 

Conveniente... Muito, muito conveniente! Cá, a Sra. que apareceu em Fátima, também pediu aos pastorinhos para fazerem coisas que a Palavra de Deus condena.

 

Eu pergunto:

_ Como é que alguém pode dar credibilidade a uma mentira que contradiz frontalmente a Bíblia, e que só aparece em 1854 pela boca de um homem?

 

_ Como é que as pessoas são tão crédulas quando alguém diz ter visto algo que se apresentou de forma a dar credibilidade à doutrina que o tal homem inventou? E adorar algo que não está de acordo com as Escrituras?

 

_ Como é que preferem acreditar em mentiras de homens, em detrimento da Palavra de Deus?

 

E já agora, "outro Pio _ o XII, no dia 1 de Novembro de 1950, também resolveu proclamar que Maria ascendeu aos céus. A Assunção da Virgem Maria é uma invenção mais recente ainda. A doutrina diz que o corpo da Virgem, em vez de se decompor após a morte, ascendeu imediatamente aos céus. Essa teoria não tinha nada de novo. Havia muito que a Assunção se tornara um dos temas mais populares da pintura religiosa italiana _ basta-nos pensar no fantástico retábulo de Ticiano, na igreja dos Frari, em Veneza _ e a sua festa, a 15 de Agosto, é uma das datas mais importantes do calendário católico.

Por outro lado, não existia tal crença nos primórdios da Igreja e não está assinalada em parte alguma das Escrituras.

As Igrejas não-católicas ressentiam-se do papa por por considerarem que era uma arrogância da sua parte afirmar a sua infalibilidade _ pela primeira vez, desde a sua definição no Primeiro Concílio do Vaticano, em 1870 _, prescrevendo um artigo de fé no qual não acreditavam de modo algum."

 

Estes Pios fizeram um mal terrível ao elevarem Maria um pouco acima de Cristo inventando doutrinas totalmente contrárias à Bíblia.

Sobre estes líderes e os seus seguidores, Jesus disse: "são cegos condutores de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova." Mateus 15:14

 

 

 

idolatria papal.png

 

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post